Benefícios da Meditação

Cada vez mais as pessoas estão se deixando levar pela correria do dia a dia – e o resultado disso é que cada dia mais elas estão ficando estressadas. E não adianta muito tentar fugir disso: a rotina de muitas pessoas é estressante não só no trabalho, mas também em casa, no trânsito etc.

Algumas pessoas recorrem à meditação transcendental como alternativa de atenuar o estresse e a correria do cotidiano e, em sua maioria, elas conseguem um resultado bastante positivo – e a ciência possui uma explicação para isso!

Se você ainda não conhece ou não sabe quis são os benefícios da meditação e sem você tem interesse em saber como meditar este artigo vai trazer para você algumas informações que vão fazer você querer procurar uma aula urgentemente!

Ciência e Meditação

Um estudo realizado pela Universidade da Califórnia reuniu 60 pessoas para serem analisadas. Foram dividas da seguinte maneira: 30 pessoas que praticavam meditação e a outra metade não praticava.

Os resultados indicaram que as pessoas que meditam têm altas taxas da enzima telomerase em relação às pessoas que não praticam, cerca de 30% mais.

A telomerose está ligada ao sistema imunológico, ou seja, as pessoas que meditam têm as defesas do corpo aumentadas e conseguem lidar melhor com o estresse.

Mas Clifford Saron, responsável pelo estudo alerta que somente a meditação não irá resolver seus problemas, a prática é apenas um mecanismo para aumentar o bem-estar de quem o pratica – e nesse estado o corpo que a telomerose age, sendo responsável também pela longevidade nas células.

Benefícios da Meditação

 Benefícios da meditação

A meditação acelera a capacidade de processamento do cérebro: de acordo com pesquisa publicada na Frontiers in Human Neuroscience a meditação pode alterar a geometria da parte superior do cérebro o que, segundo a pesquisa seria responsável por um processamento mais rápido.

Meditação libera o tecido neuronal: em um artigo publicado em 2013, a médica Rebecca Gladding explica que o nosso cérebro molda-se a medida em que meditamos, assim, liberando o tecido neuronal que seria responsável pela diminuição de nossas ansiedades.

Redução de riscos de doenças cardíacas: um estudo cardiovascular foi realizado em 2012 e publicado na revista Circulation: Cardiovascular Quality and Outcomes onde cerca de 201 pessoas com doenças cardíacas foram dadas 2 opções: praticar um exercício físico com dieta ou ter aulas de meditação.

Ao longo de 5 anos os pesquisadores monitoraram essas pessoas e chegaram à conclusão de que quem escolheu praticar meditação transcendental teve uma redução de quase 50% de riscos reais de sofrer ataques cardíacos, AVC e morte.

Melhora da memória recall: uma pesquisa mostrou que a prática da meditação é capaz de aumentar a capacidade de recuperação da memória. A explicação é que a prática ajusta melhor as ondas cerebrais, segundo Catherine Kerr do Martinos Center for Biomedical Imaging do centro de pesquisa Osher.

 Explica também, em um artigo chamado “Os efeitos da meditação sobre a Emoção” (2013) onde ela diz que “praticantes de meditação rapidamente ajustam as ondas cerebrais que filtram a distração, isso poderia explicar a sua superior capacidade de lembrar-se rapidamente e incorporar novos fatos”.

Além disso a meditação traz os seguintes benefícios:

  • Redução do estresse e da ansiedade.
  • Aumento da satisfação e melhor desempenho no ambiente de trabalho.
  • Diminuição da insônia e dos sintomas da depressão.
  • Aumento do bem-estar e da autoestima.
  • Estimulação da criatividade, inteligência e memória.
  • Fortalecimento do sistema nervoso e imunológico.
  • Redução da pressão arterial e de dores de cabeça.
  • Redução do consumo de álcool e tabaco (além de drogas ilícitas).

E aí, gostou deste artigo? Não esqueça de compartilhar em suas redes sociais e marcar os seus amigos e até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *